Programa IPG Automotive’s Formula CarMaker

Há algumas temporadas utilizamos o programa IPG Automotive’s Formula CarMaker. O pacote está disponível para todas as equipes de competições universitárias não comerciais a título gratuito, ao abrigo de um acordo de parceria que inclui serviços de apoio. O programa é voltado para auxiliar equipes a alcançar o melhor veículo possível no que diz respeito à dinâmica e propriedades de manipulação. Além disso, as funcionalidades oferecidas pelas ferramentas de simulação pode ser vantajosa para os eventos estáticos da competição.

O vídeo abaixo mostra a execução de uma das simulações do programa, com as forças que agem no veículo e outros parâmetros importantes.
Gostaríamos de agradecer à IPG Automotive GmbH pelo seu apoio desde 2012.

http://ipg.de/

The package is available to all non-commercial student racing teams free of charge under a partnership arrangement that also includes supporting services. The Formula CarMaker program is geared to helping teams achieve the best possible car with respect to dynamics and handling properties. In addition, the functionalities offered by the simulation tools can be advantageously used for the Static Events of the competition.

The video below shows the execution of one of the software’s simulation, with the forces that actuate in the vehicle and other important parameters.
We would like to thank IPG Automotive GmbH for their support since 2012.

http://ipg.de/

IPG Roll Acc IPG Yaw

Anúncios

Formula UFSM homenageia os 40 anos de Fundação da Escuderia Fittipaldi

No ano de 2015, a equipe brasileira de Formula 1 Escuderia Fittipaldi completa 40 anos de fundação. Pensando nisso, a equipe Formula UFSM decidiu, com aprovação de um dos fundadores da Escuderia Fittipaldi, o próprio Sr. Emerson Fittipaldi, estampar as cores do Copersucar-Fittipaldi FD 01, o primeiro carro brasileiro a disputar um Grande Prêmio de Formula 1.

12068533_945839675461899_7016452619516205002_o

A Escuderia Fittipaldi, que também pode ser conhecida como Copersucar-Fittipaldi, Skol-Fittipaldi ou Fittipaldi Automotive foi fundada em 1975 pelos irmãos Wilson e Emerson Fittipaldi, visando figurar entre as principais equipes de Formula 1. Seu primeiro protótipo, o FD01, projetado pelo brasileiro Ricardo Divila, foi o pioneiro entre os carros da Escuderia Fittipaldi, disputando parte da temporada de 1975. O FD01 possuía motor Ford Cosworth e pesava cerca de 600 kg.

A estreia aconteceu em 12 de janeiro de 1975, nas mãos de Wilson Fittipaldi Jr., no Grande Prêmio da Argentina, em uma corrida vencida por Emerson Fittipaldi, com a McLaren. A partir desta data, a Escuderia Fittipaldi correu outros 103 Grandes Prêmios, cujos resultados mais notáveis foram o segundo lugar de Emerson Fittipaldi no Grande Prêmio do Brasil de 1978 e dois terceiros lugares: Keke Rosberg no GP da Argentina e Emerson Fittipaldi no GP do Oeste dos Estados Unidos, ambos na temporada de 1980.

fd01interlagos-2

Os carros da Escuderia Fittipaldi foram pilotados pelos brasileiros Wilson e Emerson Fittipaldi, Alex Dias Ribeiro, Ingo Hoffman e Chico Serra, além do italiano Arturo Merzario e o finlandês Keke Rosberg.

A equipe encerrou suas atividades na Formula 1 em 1982, no Grande Prêmio de Las Vegas. Sua performance mais notável ocorreu com o sétimo lugar no campeonato de construtores de 1978, permanecendo à frente de equipes como McLaren, Williams e Renault.

Formula SAE Brasil 2015

Entre os dias primeiro e quatro de outubro estivemos envolvidos na 12º Formula SAE Brasil, evento que reuniu mais de 50 equipes entre as categorias combustão e elétrico. Desde o primeiro dia de competição pudemos perceber um grande avanço no nível geral da competição, tendo mais equipes no paddock e projetos cada vez melhores e mais inovadores.

Nossa equipe participou com o protótipo Silver, segundo do ano de 2015, que contou com diversas melhorias em relação ao protótipo anterior, além de uma grande redução de massa. Estas serviram para classificar a equipe para o Design Finals, feito inédito até então.

Devido ao pouco tempo de testes, nosso protótipo enfrentou dificuldades na prova de frenagem, o que impossibilitou-nos de marcar pontos em Aceleração e Skid-pad. Com muita superação e trabalho de equipe conseguimos resolver os problemas e levamos o protótipo para a prova de Autocross, conquistando o 7º melhor tempo, resultado excelente para um carro que não havia sido testado em pista.

No domingo, dia da última e mais valiosa prova em termos de pontuação, o Enduro, nosso carro andou em um ritmo excelente, até que na troca dos pilotos uma sucessão de pequenos problemas impossibilitaram o piloto de conseguir dar a partida no protótipo, assim perdendo qualquer chance de título que ainda restava na competição.

Veio o resultado: 8º lugar na classificação geral, o qual destoa do que estávamos esperando, mas se justifica pela ausência provas que somam mais de metade dos pontos da competição. Por fim, gostaríamos de agradecer a todos os nossos patrocinadores, a UFSM e o CTISM pelo apoio e parabenizar as equipes  EESC USP e RS Racing Team pela conquista dos primeiros lugares da competição na categoria combustão.